Marketing para ongs

Marketing aliado à causas sociais

Marketing pode ser um aliado a causas sociais, especialmente para as organizações que contam com recursos limitados, ajuda de voluntários e terceiros para se manter.

O Marketing Digital pode ser um divisor de águas para essas organizações. Seja para ampliar a divulgação dos seus ideais, seja para tornar-se uma referência no âmbito da causa defendida.

Mais influência é sempre importante para todos os setores da sociedade.

Como consequência, a influência digital ajuda atrair mais pessoas para somarem à causa e em muitos casos isso gera mais investimentos entrando nas ongs.

Estratégias e redes sociais

Para as ONGS, as principais estratégias de comunicação devem ser as redes sociais.

Apesar de trabalhos de blog ajudarem às ONGS serem encontrados por buscas no Google, o que vai fazer a organização se destacar será o Brand Awareness.

Isso porque a identificação com os valores e com a causa da ONG devem estar continuamente presentes na timeline daqueles que se vêem representados por essas organizações do terceiro setor.

É importante ainda para as ONGS a criação de buyer personas, nesse caso quem vai aderir a causa, e brand persona que é a forma da ONG se comunicar.

Traçando esses dois aspectos é mais fácil encontrar identificação entre quem quer ajudar e a entidade que faz o trabalho.

Vale ressaltar que existem ONGS de diversos tipos. Causas relacionadas à fome, meio ambiente, violência doméstica, entre outras. Por esse motivo a delimitação dos assuntos a serem tratados é tão importante.

Hora da prestação de contas

O marketing digital ainda tem a função de dar a chance da organização prestar contas do dinheiro captado, mostrando seu dia a dia e as ações feitas.

Muitas dessas organizações trabalham com plano de assinatura e para isso uma plataforma de e-commerce agregada ao site da ONG, pode ajudar na captação mais rápida de recursos.

Definindo metas

As metas de uma ONG devem ser bem definidas com objetivos de forma quantificada.

Metas são velhas conhecidas das empresas do setor privado, mas as ONGs também devem adotá-las, pois são elas as responsáveis por garantir que o objetivo está sendo mensurado.

Para organizações do terceiro setor é aconselhável que as metas sejam um mix com: objetivo + valor + prazo.

Na prática, não só estabelecer métricas de engajamento ou de alcance nas redes, mas também de quanto se espera receber de um uma campanha para atrair novos membros/assinantes.

Sobre o site é importante:

Vai aí algumas dicas para melhorar a presença digital do site de sua ong.

E como vamos mudar a realidade digital das ongs?

Como vimos no texto, muitas organizações não governamentais ainda patinam nas redes, então simplificando vamos resumir os pontos mais importantes.

São eles:
presença digital bem estruturada, métricas de performance bem definidas, redes sociais movimentadas e site intuitivo.

E aí, gostou do texto, já tem sua ONG?

Se sente preparada para começar uma revolução digital?

C
onta tudo pra gente e se gostou do texto compartilhe. 

E importante, não se esqueça de usar recursos como as hashtags para ajudar a centralizar seus conteúdos e também identificar tendências.